2019.03.14

Casa da Música

TEXTO

Nascida a 17/08/1971 e radicada no Porto. Apreciadora de música indie nas declinações folk/rock/pop/eletrónica. Apetência pela inovação e descoberta de talentos emergentes, mantendo a fidelidade aos clássicos. Fascínio pelas multi-sensações da música ao vivo, de preferência em recintos pequenos. Repórter de texto para publicações musicais.

FOTOGRAFIA

Gosta de viagens, de música e de fotografia. De captar a emoção e a cumplicidade entre os músicos e o público. Da intensidade de fotografar um concerto ao vivo. Não gosta de tempo livre... a não ser que tenha uma câmara na mão.
Apresentação oficial de “Miramar”, o álbum de estreia de Frankie Chavez e Peixe.
Casa da Música, Sala 2, 14/03/2019.
Bilhete: 10€ à venda http://bit.ly/2sz0ths

Embora venham de diferentes latitudes e tenham experiências distintas, Frankie Chavez e Peixe estão unidos pelo seu trabalho com a Guitarra.
Peixe começou a dar nas vistas há mais de vinte anos, ao assinar o som musculado e inconfundível dos míticos Ornatos Violeta, mas isso foi só o princípio de uma longa e rica viagem. Seguiram-se os Pluto, as experiências delirantes dos Zelig, as mais do que muitas colaborações e o resultado de todo o estudo e exploração das possibilidades do seu instrumento de eleição em dois grandes discos a solo – “Apneia” e “Motor”.

Frankie Chavez tem-se afirmado, desde que se estreou em 2010, como um dos mais estimulantes músicos da sua geração. Inspirado pelo Folk, pelos Blues e pelo mais clássico Rock tem levado – quer sozinho, quer acompanhado – a sua música cada vez mais longe, tudo muito à custa da relação singular que desenvolveu com aquilo que foi sempre o princípio de tudo: a Guitarra. Juntos e apenas munidos de um instrumento que se transformou na sua extensão natural, Frankie Chavez
e Peixe, levam-nos a sítios onde nunca fomos e eles também não.

Miramar é o nome deste projecto que junta duas figuras de proa da música portuguesa