“ARTES À RUA” nomeado para os IBERIAN FESTIVAL AWARDS 2020 em 5 categorias

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O Artes à Rua, em Évora, acaba de ver reconhecida a sua estratégia de afirmação regional, nacional e internacional ao obter cinco nomeações para a edição de 2020 dos Iberian Festival Awards.

E esse reconhecimento acontece precisamente num leque abrangente das vertentes mais valorizadas pelo festival: Melhor Festival Média Dimensão, Melhor Cartaz, Melhor Programa Cultural, Melhor Festival Lusófono e Hispânico e Melhor Atuação, com o memorável espetáculo de abertura a cargo de Omiri.

A 5ª edição dos Iberian Festival Awards pretende ser um evento abrangente e agregador, podendo atribuir prémios a festivais de música, festividades, festivais de outras vertentes culturais (cinema, teatro, gastronomia…), eventos profissionais, media partners, artistas, marcas, prestadores de serviços e fotógrafos.

São 25 categorias a concurso, com vencedores ibéricos e nacionais (24 categorias + excellence award), decididas por votação do público ou painel de jurados (Portugal, Espanha e Internacional), tendo algumas categorias um prémio monetário para o vencedor.

O ARTES À RUA é promovido pela Câmara Municipal de Évora e concebido em parceria com artistas, criadores, agentes, programadores e públicos. Reflecte uma narrativa de tolerância, paz e interculturalidade, decorrente da leitura que a autarquia faz das artes, como forma de emancipar os cidadãos, e de potenciar a criatividade e todas as expressões do pensamento como forma de transformar a sociedade. Durante o ARTES À RUA, Évora converte-se num único e grande palco ao ar livre, oferecendo a residentes e visitantes da cidade uma programação cultural que reúne nomes sonantes das artes, portugueses e estrangeiros, assim como novas criações de artistas consagrados e de artistas eborenses emergentes.

As novas criações são uma das suas prioridades. No ARTES À RUA 2019 estrearam trabalhos de artistas nacionais e internacionais. Adicionalmente, à semelhança dos dois anos anteriores, e no que se refere a novas criações, mas de artistas locais ou com residência em Évora, também em 2019, o ARTES À RUA abriu uma chamada para estes criadores. Desta resultaram mais de 40 propostas, protagonizadas por mais de 100 artistas, que integram a programação geral do festival.

Este ano, uma das opções de programação contemplou o público infantil e as famílias. O espetáculo Canções de Roda, com Ana Bacalhau, Jorge Benvinda, Sérgio Godinho e Vitorino, são uma das propostas selecionadas neste sentido, havendo outras ofertas de teatro e música para estes públicos em especial. A programação é, assim, transversal, vai desde a animação de rua, cinema, circo, dança, escultura, fotografia, literatura, música – nas suas vertentes de clássica, jazz, hip hop, rock, etc. – teatro, ópera, entre outros domínios artísticos. Todos resultantes em espetáculos, produções e encontros em vários espaços públicos da cidade, ao ar livre, e gratuitos, e nos vários palcos, montados pela mesma.

Todo o programa está agrupado por ciclos e/ou outros festivais e por extensões de festivais. No primeiro caso estão o Transiberia Mundi, o Guitarras Ao Alto, o FIME, a Música Portuguesa a Gostar Dela Própria ou festval de hip -hop O Bairro. Em extensões de festivais a que o ARTES À RUA se associa surgem o Ev.Ex, que traz a música e a poesia experimental à cidade; o Festival Cister Música, de Alcobaça; o Lisbon Music Fest ou o Ethno Portugal, da Associação Pé de Xumbo.

Como parceiros, o Artes à Rua conta com o Festival de Músicas do Mundo de Sines, o Inatel, o Palácio Cadaval, a Direção Regional de Cultura do Alentejo e a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

Para votar basta ir ao site do festival (https://www.talkfest.eu/nominees20) e clicar nas opções pretendidas.

NOVAiDS White-01