Bons netos ao Theatro tornam

Acompanhados por vários e reputados convidados, os Grandfather’s House celebraram a sua discografia com um concerto magnânimo no Theatro Circo, em Braga.
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O Theatro Circo de Braga é um palco brilhante para quem vem de fora, mas é um palco de sonho para quem passa da plateia para a boca de cena. A acabar a tour do seu terceiro álbum, a banda da casa, Grandfather’s House, fez a festa no mítico teatro bracarense no sábado 29 de março de 2020, com uma hoste de convidados, e uma casa bem composta.

A banda de Rita Sampaio, Tiago Sampaio e Nuno Gonçalves não se vai embora e o concerto não é uma despedida. É, como dizem os próprios, uma celebração da discografia da banda. Desde os tempos em que Tiago começou sozinho como uma one-man band; passando pela época em que os dois irmãos, Tiago e Rita, editaram o EP “Skeleton” de 2014; ao ano de 2017 em que foi lançado o terceiro álbum, “Diving”.

© Hélio Carvalho

Com o palco do Theatro bizarramente pintado de branco, e acompanhados por um improvável quarteto de cordas, os Grandfather’s House abriram o serão com “In My Black Book”. As luzes ténues do Theatro, pequenas estrelas espalhadas pelo espaço que parecia ao ar livre, e os focos vermelhos por cima da banda, deram um tom solene ao início do concerto.

A poderosa “My Love”, um dos temas mais pujantes do grupo, foi abrandado, e a voz de Rita Sampaio projetou um amor terno e calmo, ao invés da habitual força. O concerto continuou com o contributo do baterista Alcino Canas, e banda foi assumindo o seu estilo mais natural, aberto e dinâmico.

Tocaram “Everybody” e “On The Floor” antes de trazerem a primeira convidada, Cláudia Guerreiro, dos Linda Martini, com quem tocam “Keep It Up”. Aqui, notamos um pouco a influência do trabalho a solo de Rita Sampaio, com um tratamento vocal diferente do que estamos habituados na banda.

Depois do grande single, “Sweet Love Making”, entrou o grande convidado Paulo Furtado, mais conhecido como lendário homem-tigre. Legendary Tigerman subiu ao palco e acompanhou a banda completamente vestido de branco (como, aliás, todos os convidados). Juntos tocaram “Sorrow”, um tema do último álbum, entrando completamente num ambiente mais rock, com as guitarras de Tiago Sampaio e Paulo Furtado a rasgarem as paredes do Theatro.

© Hélio Carvalho

Depois de uma série de músicas nos seus moldes mais originais, como “Let It Flow”, Rita falou com o público e apresentou a convidada de renome Catarina Miranda. As duas já tinham cantado juntas, quando os Grandfather’s House fizeram concertos com os :papercutz; Catarina Miranda é conhecida pelo seu projeto a solo como Emmy Curl, e pela sua participação no Festival da Canção de 2018 com a música “Para Sorrir Não Preciso De Nada”. As duas vozes, calmas e serenas, cantaram “After The Storm”, um tema que Rita disse ter sido inspirado num “ditado bonito”: depois da tempestade, vem a bonança. Com Catarina na guitarra e uma luz fraca a iluminar suavemente as duas, foi imortalizada a balada no Theatro.

O ponto em que este concerto embarcou, de facto, numa viagem, aconteceu quando os dois irmãos, sozinhos em palco, como nos velhos tempos, tocaram uma das suas primeiras músicas, “Slow Move”.

Logo a seguir, receberam Pedro Oliveira, dos Krake e dos peixe:avião, que ajudou a banda com uma percussão surpreendente, e Selma Uamusse, que assumiu o papel de vocalista em “She’s Looking Good”.

O concerto terminou sem encore, mas com a enorme festa de todos os convidados, nos estrados e no palco, a cantaram “Life Deserves” que, apesar do tom um pouco repetitivo, fechou com chave de ouro uma noite de celebração.

Não sabemos o que será feito dos Grandfather’s House ou o que têm planeado para 2020. Será que vem aí outro álbum na já recheada carreira dos jovens bracarenses? Veremos. Mas se o concerto de sábado demonstrou alguma coisa, é que a banda ainda tem muito para mostrar e o público da sua casa ainda tem muito para ouvir.

OUTRAS NOTÍCIAS

Colaboradores

Acesso restrito aos Colaboradores da imagem do Som