NOTÍCIAS

BONS SONS de 13 a 16 de agosto de 2020

Em 2020, o BONS SONS realiza-se de 13 a 16 de agosto, na aldeia de Cem Soldos, concelho de Tomar.

Este ano dá-se início ao terceiro ciclo na vida do BONS SONS e é altura de dar lugar a uma nova geração de pessoas, que cresceu com o festival e é também o resultado do trabalho de formação e capacitação realizado ao longo dos anos. Uma nova geração que conduz uma equipa intergeracional, num festival com novas lideranças, nomeadamente, na direção artística e na coordenação de áreas como a programação, a técnica e a logística.

Neste sentido, Miguel Atalaia é o novo diretor artístico do BONS SONS, sucedendo a Luís Ferreira, fundador e diretor artístico do festival desde 2006. Miguel Atalaia integra a equipa do festival desde o início do segundo ciclo, em 2014, tem sido responsável pelas atividades que envolvem a comunidade de Cem Soldos, e tem feito parte da equipa de comunicação, sendo um dos designers do festival. Pertence à direção do SCOCS – Sport Club Operário de Cem Soldos – associação responsável pela organização do BONS SONS desde a mesma altura, e da qual é, agora, o novo presidente.

O 11.º BONS SONS sucede a uma edição em cheio, com 33.800 visitantes, mais de 50 concertos, cerca de 80 espetáculos e atividades paralelas, 250 artistas, mais de 500 voluntários envolvidos, um documentário e um livro, numa verdadeira aldeia em manifesto, com muita música, dança, histórias encenadas, performances, instalação fotográfica, conversas, debates, jogos tradicionais, burros de Miranda, percursos artísticos, oficinas de música, visitas guiadas e um mural.

Até 2019 decorreram treze anos, dez edições e cumpriram-se dois ciclos na vida do festival – cada um composto por cinco edições. Um primeiro ciclo entre 2006 e 2014, com edições bienais, e um segundo ciclo entre 2015 e 2019, com edições anuais. Por ambas passaram centenas de concertos e atividades especiais, centenas de milhares de visitantes, muitos milhares de horas de trabalho, dezenas de prémios e milhões de emoções.

Inicia-se, assim, uma nova fase no BONS SONS, com novas ideias, novas orientações, novas gerações, novas lideranças, mas também com a mesma lógica de pensamento e continuidade, o mesmo empenho, o mesmo amor, o mesmo sentimento de partilha com artistas, parceiros e visitantes, a mesma vontade de inovar em cada edição, o mesmo foco na capacitação e formação, o mesmo e incrível espírito de comunidade e de intergeracionalidade, na mesma aldeia em manifesto de sempre.

Um festival e uma aldeia que existem e continuam a querer existir pela contemporaneidade no campo, por uma plataforma cultural, pelo planeamento do território, pela cidadania participativa, pelo envelhecimento ativo, pelo ensino em comunidade, por projetos de território, por uma ação sustentável, pela criação de espaço público e pela cultura popular.

NOVAiDS White-01