CAROLINA EM PALCO É COMO UM PEIXE DENTRO DE ÁGUA, E SENTE-SE!

A Carolina Deslandes e o seu último disco (CASA) fizeram do Coliseu a sua casa e a magia aconteceu-me: sonhos e descobertas para mim e para todos os presentes.
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Contrariamente à maioria dos que vieram até ao Coliseu (do Porto), confesso que não era fã da Carolina. Não desgostava, mas não conhecia o suficiente para gostar. Ouvia bem uma ou duas músicas porque passavam na rádio, mas não me sentia tentada a procurar conhecer a sua discografia completa e a sua carreira. Não me fazia parar para beber a sua música, como faço, noutros artistas, em que me desligo do mundo e sou apenas eu e ela: a música. Neste caso, eu e a Carolina. Mas não, ainda não.

A Casa Mágica
O certo é que ela e o seu último disco (CASA) fizeram do Coliseu a sua casa e a magia aconteceu-me: sonhos e descobertas para mim e para todos os presentes. Para mim que descobri uma nova Carolina para adicionar à minha grande lista de “playlists” favoritas e para os fãs presentes a quem a Carolina não desiludiu. Com idades de todos os anos à sua frente, a artista cantou e encantou. Muitos com cartazes em riste, e todos ansiosos que a sua artista do coração entrasse em palco. A energia vibrava muito antes do concerto começar mas a explosão de alegria começou desde a nota 1 até que não mais notas tocassem, no concerto.

© Teresa Mesquita

O Vestido Talento
A sua falta de acessórios e artifícios visuais, conquista-nos. Vestida apenas do seu talento inacreditável e de um carisma encantadoramente sensível e divertido. Foi uma anfitriã fabulosa na sua “Casa” e fez com que me sentisse naquelas poucas casas de onde saímos e já com vontade de voltar, ainda a partir e já com saudades. A casa da Carolina é daquelas que nos fazem sentir em nossa casa logo no tapete de entrada.

Deliciou-nos com momentos memoráveis a solo e com os convidados com os seus convidados. Um dos muitos pontos altos que assistimos, foi mesmo o dueto com Rui Veloso, que para além de belíssimo fez história. “Avião de Papel”, cantado ao vivo pela primeira vez, ontem para nós que assistimos encantados da vida! Uma música de sonho e os fãs levaram mesmo os seus próprios aviões que voaram pela sala arrancando sorrisos infantis, sonhadores e até mesmo saudosistas a miúdos, crescidos e graúdos.

© Teresa Mesquita

E que dizer do momento intimista que ela e o marido, o guitarrista Diogo Clemente partilharam. Não há palavras suficientes para serem escritas quando o AMOR faz toda a diferença. A cumplicidade única, o acompanhamento guitarrado (lindo), mas quando ambos partilharam a voz com “Coisa mais linda”, tornou-se sublime e o amor sentiu-se em cada nota e tocou o coração de cada um dos presentes.

Os convidados foram vários e de registos bem diferentes, o que só enriqueceu o que já de si era rico. Desde Sara Correia com o seu fado, a Irma, Diana Castro e Soraia vindas do mundo do teatro musical, até Jimmy P um artista que dispensa apresentações, a Carolina encheu-nos de Casa farta e à boa maneira tuga, saímos de alma cheia, enfartada e com sorrisos lotados à saída.

Caso para dizer que entrei na sala pronta a fazer o registo de um concerto e saí super fã. A cantarolar as músicas que conhecia e as que desconhecia. Ansiosa por chegar a casa e procurar toda a sua discografia. Já o fiz. Já ouvi e repeti e confesso que continuo a ouvir. Já tive o meu momento fora do mundo com a sua música. A Carolina converteu-me! Obrigada Carolina, já fazes parte da minha vida e da minha casa!

Carolina Deslandes – galeria completa

OUTRAS REPORTAGENS