Dead Combo, Glockenwise, Conjunto Corona e The Parkinsons entre as primeiras confirmações do Party Sleep Repeat

A 27 de abril, a sétima edição do Party Sleep Repeat volta à Oliva Creative Factory, em S. João da Madeira, que já conta com quatro nomes nacionais confirmados.

O duo Dead Combo editou em abril do ano passado o seu sexto álbum de originais, Odeon Hotel, que é a síntese perfeita da portugalidade e universalidade existentes nas suas músicas. Composto por 13 músicas, o mais recen- te disco conta com a participação de vários músicos convidados para a sua gravação, com destaque especial para o cantor e compositor norte-americano Mark Lenegan, que dá voz a “I Know, I Alone”, um poema escrito por Fernando Pessoa.

Os Glockenwise, depois de três álbuns originais em inglês, chegam com PLÁSTICO, o disco de mudança de para- digma e chegada à idade adulta, desta vez em português. A mudança não fica por aqui, porque se apresentam em palco com mais três elementos: Cláudio Tavares na bateria, Julius Gabriel no saxofone e João Sarnadas na guitarra. É assim que os barcelenses ativam o manifesto pela música portuguesa mais interessante, arrojada e contagiante.

De Gaia vem o Conjunto Corona, acompanhado do Santa Rita Lifestyle, o 4o álbum de originais. É a glorificação de Valongo, Ermesinde, Gaia, Trofa, Santo Tirso, Gondomar, Vila do Conde e até de Rio Tinto. É a religião onde as missas são substituídas por idas às bombas de gasolina num Civic às duas da manhã para tomar café e fazer a rotunda de gazão com as sapatas a “poliçar”.
The Parkinsons, com uma carreira dividida entre Portugal e o Reino Unido, são considerados por muitos como uma das melhores bandas punk-rock a surgir no circuito musical britânico no começo deste século. Atuam no festival no dia em que o seu mais recente álbum, The Shape of Nothing to Come, comemora um ano.

Como aconteceu nas edições anteriores, as receitas da bilheteira revertem para causas sociais. Os bilhetes custam 10€ e estão à venda online. Estes bilhetes a preço reduzido estão limitados ao stock existente e, esgota- do o número de unidades da 1a fase, passa a vigorar o valor da 2a fase, 15€. A bilheteira online é o único canal de venda até dia 27 de abril, altura em que se venderão bilhetes no local do evento, caso não esgotem até à data.

O festival de homenagem a Luís Fernandes Lima é organizado pela ACLL, com a parceria da Câmara Municipal e Junta de Freguesia de S. João da Madeira e da Associação de Jovens Ecos Urbanos. A organização acaba de anun- ciar a edição de 2019 e nos próximos dias o cartaz vai começar a ser desvendado.