O Death Metal está vivo e de Boa Saúde… Immolation no HardClub

A noite de 22 de março ficará na memória de todos os apreciadores do extreme death metal que se deslocaram em bom número ao Hard Club.

Os veteranos Immolation, de Yonkers, EUA, prometiam uma grande noite e assim foi. O warm up esteve a cargo dos Omophagia, Monuments of Misantrophy e Full of Hell, todos eles com uma descarga brutal de adrenalina e empenhamento total das bandas que deram 200% em palco. Destaque para a cover tocada pelos Monuments of Misantrophy de “Pull the Plug” dos Death que levou a sala do Hard Club a um caos de headbanging e circle pit. O aquecimento estava feito para os reis da noite.

A apresentação feita pelo líder da banda Ross Dolan, mencionando que, a última vez que tinham estado na cidade há já longínquos 8 anos tinha sido ainda na antiga sala do outro lado do rio Douro, demonstrava as boas memórias que a banda guardava do Porto. O concerto foi um desfilar das músicas mais icónicas da banda juntamente com o último álbum da banda “Atonement” de 2017.

Foi de facto um viagem no tempo: “Those Left Behind” e “Into Everlasting Fire” de “Dawn of Possession” de 1991, “Swarm of Terror” de “Harnessing Ruin” de 2005, “Kingdom of Conspiracy” de 2013 e uma mão cheia de músicas do novo álbum em que destacamos, “When the Jackals Come”, “Thrown to the Fire”, “Destructive Currents”, e “Power of Gods” , fizeram deste concerto um festim para os verdadeiros amantes do death metal.

A banda, sempre comunicativa e simpática para com o público, despediu-se com a primeira música composta e primeira música do primeiro álbum, “Immolation”, terminando assim uma atuação irrepreensível.

Death metal is alive!

Fotografia: Mário Monteiro