Loading...
DESTAQUESNOTÍCIAS

IndiebyNight já tem programação fechada

IndieLisboa

Entre 3 e 14 de Maio o IndieLisboa estende-se também pela noite, com um conjunto de programação que propõe a continuação da festa através de concertos e djsets.

Tudo começa esta sexta, 21 de Abril, com a festa de antecipação do IndieLisboa, nas catacumbas do Liceu Camões. Os convidados são os POP DELL’ARTE, banda lendária de Lisboa e com um universo de forte inspiração cinematográfica, num concerto em que serão apresentados temas novos. Depois do concerto, a noite continua com Quim Albergaria e Hélio Morais, atrás duma mesa de mistura em modo GANDAMBIENTE.

A 4 de Maio, a Casa Independente recebe uma noite dedicada à música macaense, acompanhando a programação especial do festival sobre a cinematografia de Macau. Espaço para descobrir uma das mais importantes bandas indie de Macau, os TURTLE GIANT donos de um rock irreverente que os levou este ano a tocar no South By Southwest (SXSW).

No dia seguinte, o mesmo espaço será palco para uma noite irrpetível, em que se visita a obra de um dos nomes mais referências da música experimental mundial. EXPRESSÕES MINIMALISTAS, UM CONCERTO INSPIRADO EM TONY CONRAD juntará em palco músicos vindos de diferentes projectos (Folclore Impressionista, Espers, Eosin, Acid Acid, Ghost Hunt), numa reinterpretação de “Outside The Dream Sindicate” de 1972. a noite conta com a curadoria da Nariz Entupido. A música será complementada com as projecções a cargo do artista visual António Caramelo, também influenciado pela própria cinematografia minimal de Tony Conrad.

A 6 de Maio, o Musicbox é a sala escolhida para a estreia nacional de GRAND BLANC. “Mémoires Vives”, o disco de estreia lançado em 2016, é um hino às fronteiras entre o feminino e o masculino, o rock e a electrónica, o som sujo da garagem a a produção cristalina do estúdio. “Mémoires Vives” é também o primeiro disco (a sério) da banda e, diz-nos a crítica da especialidade francesa, um prova cabal da maturidade que a banda tem vindo a conquistar. Nele desprendem-se das referências iniciais a Metz e aos eternos Joy Division, para darem espaço à dança, parceira primordial do electropop da linha de nomes como La Femme, Perez ou Feu! Chatterton. O resultado, é uma espécie de ensaio sobre a pop urbana onde as canções, dizem, são como as cidades, com os seus cantos escuros, silhuetas em movimento e fluxo contínuo de ruído.

O capítulo de concertos fecha com a apresentação de SURMA, a 11 de Maio, na Casa Independente, e a NOITE DE BEATBOX (12 de Maio) que contará com a presença de Wawad, bi-campeão francês de beatbox em 2014 e 2016 e um dos protagonistas do filme de Pascal Tessaud em exibição no festival (Beatbox, Boom Bap Around the World).

A programação do IndiebyNight tem ainda alinhadas várias festas a terem lugar naquela que é a sala “oficial” da vertente nocturna do festival, a Casa Independente. Agendadas estão as actuações em formato djset de Hipster Pimba (10 Maio), neopankollektiv (9 Maio), AEREP djs (7 de Maio), assim como a tradicional festa da equipa e a festa de encerramento.