O brilho dançante de Jamiroquai e Goo Goo Dolls (finalmente) em Portugal – MEO Marés Vivas – Dia 1

288

MEO Marés Vivas com cartaz de luxo na inauguração da sua nova casa e pela enchente, ninguém quis faltar à festa.

Texto: Anabela Cesteiro | Fotografia: Mário Monteiro

O MEO Marés Vivas estreou hoje a sua nova casa, mais ampla, mais arejada, na mesma margem e mantendo a beleza do cenário envolvente. Aproveitando as potencialidades do novo recinto, os festivaleiros podem desde logo contar com dois novos palcos, mais artistas e maior variedade no cartaz.

E estando no norte, nada como abrir portas com uma dupla nortenha, os We Find You deslocam-se de Braga até Gaia e fazem as honras da casa, com a primeira atuação do festival.

We Find You – galeria completa AQUI

 

Numa tarde calma, são os mais jovens os primeiros a circular pelo MEO Marés Vivas e certamente pensando nisso, surge WAZE, o jovem rapper da casa, que naturalmente concentrou as atenções dos mais jovens, inaugurando um dos novos palcos do festival o “Palco Kia Digital”, interpretando os temas do seu primeiro trabalho, intitulado “Karma”. Musicas como “Abstrato”, “Ilusão” e naturalmente, “Crazy” fizeram as delicias dos presentes e animaram a primeira tarde do festival.

O dia ia avançando e aumentava o publico presente, Fernando Daniel ia animando no tradicional “Palco Santa Casa”, e a verdade é que foi a primeira vez que vimos um palco secundário com tanto publico. O cantor demonstra assim a sua popularidade e a fidelidade dos seus fãs, que foram propositadamente para o ver e ouvir.

Fernando Daniel – galeria completa AQUI

A tarde ia avançando e era já notória a excitação junto do palco MEO, a atração principal de festival. À hora marcada, 20h00, Manel Cruz sobe ao palco principal e inicia a primeira noite do MEO Marés Vivas, que se adivinhava animada e de grande qualidade. No seu estilo habitual, Manel Cruz precedia o primeiro grande momento da noite, a entrada em cena de Goo Goo Dolls.

Manel Cruz – galeria completa AQUI

A banda norte americana era aguardada com grande expectativa. Pela primeira vez em Portugal, e uma das grandes atrações deste primeiro dia, a banda não defraudou as expectativas. energia e vitalidade assinaláveis os Goo Goo Dolls, mantém uma agitação constante no publico, que acompanha a banda nos temas mais conhecidos como “Name”, “Broadway” e “Slide” . E para terminar em beleza a banda despede-se com “Iris”, o mega hit produzido pela banda para o filme “Cidade dos Anjos” e que a tornou mundialmente conhecida.

The Goo Goo Dolls – galeria completa AQUI

Sem desprimor para todos os que haviam já pisado o palco principal, e a noite estava efetivamente boa e animada, eis que chega a hora da atração principal entrar em cena. Os Jamiroquai, liderados pelo carismático Jay Kay, sobem ao palco para delírio de todos os presentes.
O espetáculo percorre toda a carreira da banda, nomeadamente o seu ultimo trabalho, “Automaton”, considerado por muitos, e também por nós, um regresso às origens da banda britânica, que data de 1992, e que na verdade foi a sonoridade que os catapultou para o estrelato. Mas é com “Cosmic Girl”, “Virtual Insanity” e “Space Cowboy”, três temas icónicos da banda que o publico vai ao extâse total.

Jamiroquai – galeria completa AQUI

Para fechar o palco principal em beleza, nada melhor que Ricardo Costa. Não sabe quem é? Richie Campbell, figura maior do reggae Português. Com o publico a manter-se fiel e a não arredar pé, gritando inclusive pedindo a entrada do cantor Português, Richie proporcionou um grande espetáculo e o ambiente estava tão bom que o cantor fez questão de oferecer um encore extra longo, ninguém queria voltar para casa!

Richie Campbell – galeria completa AQUI

“Hip Hop Moche Stage”, encerra a noite com Mundo Segundo e o DJ residente, DJ Oder.

Resumindo: primeiro dia em grande para o MEO Marés Vivas e que a festa continue!