“MURAIS” é a estreia a solo de HÉLIO MORAIS

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Hélio Morais, músico dos Linda Martini e dos PAUS, estreia-se a solo com um álbum previsto para Abril de 2020, a editar pela Sony Music. MURAIS é o nome que encontrou para dar forma às canções que tem vindo a escrever.

O primeiro disco com participação de Hélio Morais “You Make Me Nervous”, foi editado em 2005 com os If Lucy Fell, banda com a qual percorreu a Europa, com especial incidência no Reino Unido. Os Linda Martini estavam já no ativo desde 2003, tendo, desde então, construído uma obra que deles fez um nome de referência do rock alternativo e que chegou ao Coliseu pela primeira vez em nome próprio em 2016 e marcando presença habitual nos principais festivais de verão. A sua discografia soma já cinco álbuns e dois EPs, estando a banda a preparar o sexto trabalho de originais. Os PAUS, que recentemente assinalaram dez anos de atividade, lançaram em 2019 o quinto álbum, parte de uma discografia que inclui ainda três EPs. Com os PAUS, Hélio Morais tem atuado por todo o mundo, quer no circuito de festivais, quer em digressões de clubes em nome próprio.

Com cada uma destas bandas, Hélio Morais actuou em festivais como Paredes de Coura (2007/10/11/12/14/18), NOS Alive (2009/10/11/12/13/14/16/18/19), NOS Primavera Sound (2012/13/16), SBSR (2006/07/11), Primavera Sound (2012/13/14), MEO SW (2006) e EDP Vilar de Mouros (2016/19).

“Desde que um piano usado na tour europeia do Sufjan Stevens, em 2010, foi parar à sala de ensaios de Linda Martini, que tenho andado a divertir-me com esta ideia de fazer canções simples, sem grandes pretensões. Abordei o instrumento da mesma forma que fiz com a bateria, através da qual o público conhece o meu trabalho: de um modo naïve/punk. O importante, para mim, era encontrar estruturas que me permitissem dizer as coisas que queria cantar.”

Em 2019, em conversa com Benke Ferraz, guitarrista e produtor dos Boogarins, mostrou-lhe algumas demos que tinha começado a gravar, e decidiram produzir o disco de estreia juntos. A premissa era encontrar um espaço que fosse diferente das bandas pelas quais se tornou conhecido do público. Esse espaço tem um nome, e é MURAIS, onde acumula funções de composição e autoria, tocando vários instrumentos no disco de estreia, desde a bateria à voz, passando pelos teclados. Ao vivo, assume-se como vocalista do projeto.

“Às vezes, é mais fácil partilhar intimidade com estranhos. E estas canções sempre foram muito íntimas para mim, no sentido em que me vejo colocado num sítio desconfortável, mas onde quero estar. Foi assim que, quando estive com os PAUS no Brasil, no ano passado, decidi mostrar as canções ao Benke, que não sendo um estranho, tinha o distanciamento que achava necessário para ouvir o que tinha gravado. E foi assim que esta aventura começou a tornar-se real.”

Na sua outra vida dentro da música, Hélio Morais é um dos fundadores da estrutura de agenciamento HAUS, que gere a agenda de concertos dos PAUS, Capitão Fausto, Fado Bicha, Catarina Munhá e muitos outros.
 

MURAIS prepara-se para andar na estrada, com Hélio Morais, na voz e teclas, Miguel Ferrador, nas teclas e sintetizadores e João Vairinhos, na bateria.

NOVAiDS White-01