O futuro incerto do Sabotage Club

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Tal como o jornal Público avançou na semana passada, o Sabotage Club encontra-se com o futuro incerto, existindo mesmo a forte possibilidade de fechar as portas no Cais Sodré nos próximos meses.

Inaugurado no dia 30 de Abril de 2013 no coração do Cais do Sodré, o Sabotage Club afirma-se hoje não só como uma referência nas digressões de bandas independentes de todo o mundo como para a nova música portuguesa, e tem, desde então, cumprido a promessa de manter uma agenda semanal regular de concertos de quinta a sábado.
Em Fevereiro de 2012 foi celebrado o arrendamento do imóvel onde atualmente nos encontramos instalados. O espaço encontrava-se em ruínas e encerrado há duas décadas, tendo sido necessário realizar avultadas obras para a sua reabilitação e licenciamento como recinto de espetáculos.

À época, o prédio tinha o uso de escritórios sem qualquer incompatibilidade com a nossa atividade, mas atualmente o proprietário pretende dar-lhe justificadamente um uso mais rentável – o de Residências Turísticas – tornando incompatível a coexistência das duas atividades.
Seria do nosso total interesse a permanência no imóvel que recuperámos, mas estamos neste momento apenas dependentes do tempo que o proprietário precisará para obter as devidas licenças e iniciar a obra, logo é algo que está fora do nosso alcance.

O prazer que damos às centenas de pessoas que semanalmente frequentam o clube; a vontade com que semanalmente dezenas de projetos musicais nos abordam para lhes darmos palco; e o profissionalismo de uma equipa interna faz com que neste momento o Sabotage esteja na força maior da sua vida, a qual pretendemos continuar a desenvolver seja aqui, seja num outro imóvel que possa alojar este projeto.

Sabendo da importância de projetos culturais como o nosso para a cidade de Lisboa, recorremos já à Câmara Municipal assim como a Juntas de Freguesia na tentativa de auxilio para o nosso realojamento. No entanto, esta possibilidade continua distante face à atual situação da cidade.

Gostaríamos de lançar o repto a jornalistas, músicos, editores, agentes, clientes, amigos do Sabotage e a todos os que nos lerem, caso tenham sugestões de espaços, entrem em contacto pelo e-mail sabotage@sabotage.pt ou via Facebook.

NOVAiDS White-01