play

Prémios Play: a verdadeira homenagem à música portuguesa

Prémios Play: a verdadeira homenagem à música portuguesa

Márcia Rodrigues
Márcia Rodrigues
Cresci na Figueira da Foz até me apaixonar por Lisboa. Estou a fazer o Mestrado em Jornalismo, e aqui, na Imagem do Som, junto o gosto pela escrita com o gosto pela música.
Podia ser uma noite normal de terça-feira, mas não. A RTP e a Vodafone juntaram-se a 9 de abril para a realização da primeira edição dos Play – Prémios da Música Portuguesa.

A gala, que se realizou no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, começou com uma animada atuação das anfitriãs Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves e, posteriormente, com a apresentação dos prémios a serem entregues.

© Melissa Vieira

As primeiras quatro atuações musicais da noite ficaram a cargo dos nomeados para o único prémio decidido pelo público – o Vodafone Melhor Canção. A Blaya estreou o palco (numa atuação pré-gravada) com o êxito Faz Gostoso, mais tarde Valas e Raquel Tavares com Estrados no Céu, ProfJam e a sua Água de Coco e, por fim, os Wet Bed Gang com Devia Ir.

© Melissa Vieira

Os Dead Combo foram os primeiros a receber o galardão sendo considerados o Melhor Grupo da música portuguesa. Dino d’Santiago foi aclamado o Melhor Artista Solo e aproveitou para agradecer a todas as pessoas que trabalharam consigo, afirmando que, apesar de ser um artista solo, o seu último álbum não seria possível sem a ajuda dessas pessoas. Minutos mais tarde volta a subir ao palco para receber o prémio de Melhor Álbum e novamente para o Prémio Crítica, um prémio atribuído por dez críticos da área musical, tornando-o o artista mais premiado da noite. Amor em Tempos de Muros de Pedro Abrunhosa recebeu o prémio de Melhor Videoclipe. Maria de Carminho, o Melhor Álbum Fado. Nada Mudou do angolano Matias Damásio foi merecedora do Prémio Lusofonia. Conan Osíris foi o Artista Revelação da música portuguesa e, além-fronteiras, Kendrick Lamar foi considerado o Melhor Artista Internacional e o seu tema All the Stars, a Melhor Música Internacional. Voltando ao panorama nacional, a Audiogest, a GDA e a PassMúsica, decidiram homenagear Carlos do Carmo e os seus 55 anos de carreira atribuindo-lhe o Prémio Carreira. Por fim, o grande prémio da noite Vodafone Melhor Canção foi atribuído pelo público a Estradas no Céu de Valas com Raquel Tavares.

© Melissa Vieira

Um dos momentos mais altos da gala foi a atuação de dois nomes notáveis da música portuguesa, Jorge Palma e Sérgio Godinho, que em conjunto cantaram os seus temas Portugal, Portugal e O Primeiro Dia e foram merecedores de uma ovação em pé dos presentes no Coliseu. Os Expensive Soul animaram a festa com Amar É Que É Preciso e os Amor Electro meteram toda a gente a mexer com A Miúda do Café. Ricardo Ribeiro prestou uma bonita homenagem ao vencedor do Prémio Carreira, Carlos do Carmo, interpretando o seu tema No Teu Poema, e Virgul ficou responsável pela despedida com o seu novo single Difícil Demais.

Os Play – Prémios da Música Portuguesa marcaram pela inovação. Inovaram por serem os primeiros prémios portugueses dedicados única e exclusivamente à música e por apostarem num formato televisivo moderno que é capaz de entreter todos os que assistiram a esta gala

 

Prémios PLAY – galeria completa

Márcia Rodrigues
Márcia Rodrigues
Cresci na Figueira da Foz até me apaixonar por Lisboa. Estou a fazer o Mestrado em Jornalismo, e aqui, na Imagem do Som, junto o gosto pela escrita com o gosto pela música.