GABINETE DE IMPRENSA

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Servo (FR) + O Manipulador | Porto | Woodstock 69 Rock Bar

SeRvo
O trio francês ‘Servo’ chega ao Porto pela mão da Seteoitocinco e vem até nós para lubrificar os bons velhos costumes de um universo negro, muito bem alimentados, carinhosamente, pelo amor à música profunda.
A palavra Servo nasceu através de um tema dos Brian Jonestown Massacre e os lançamento dos Ep´s ‘Glory To The King’ e ‘No Bread For Sinners’, vestiram na perfeição essa carta de apresentação e que foi capaz de traduzir para o mundo dos géneros de música a mais genuína postura de imiscuir o serviço lato que a expressão deep provoca nas colcheias por onde a música se move.

No Porto vamos ter a possibilidade de assistir à apresentação do álbum ‘The Lair Of Gods e há este alerta muito importante para vos indicar: ‘They don’t fuck around and the trance they put you in is real deep. So you better watch out.’

Arthur Pierre (guitare/chant)
Louis Hebert (basse/chant)
Hugo Magontier (batterie/chant)

O Manipulador
O Manipulador é a one-man-band de Manuel Molarinho. Ritmos, melodias, conversas e experimentação, uma inspiração contínua em paisagens industriais abandonadas e com um conjunto de lindas criações com a sua romanesca alusão às canções de texturas próprias. O seu clássico baixo a acompanhar a sua voz de variadas expressões teve início no ano de 2010. Desde então O Manipulador lançou 2 álbuns (‘Boxing’ e ‘Chess’) e um split com Daily Misconceptions – ‘LOP’, registo editado pela ZigurArtists .

A viver actualmente no Porto, o músico Português (actualmente em várias bandas como ‘Baleia Baleia Baleia’, ‘Burgueses Famintos’ ou ‘Madrasta’) traz várias vezes consigo um elemento visual para os concertos, nomeadamente através da utilização de conceitos de videomapping, mas todas as actuações são únicas.
Esta será mais uma.