The Gift levaram o Altar ao Coliseu do Porto

Depois de uma semana cinzenta e muito, muito chuvosa o Concerto dos The Gift apresentava-se-me como um arco-íris e um cheirinho a primavera!</h2

As expectativas eram altas e posso afirmar que no fim do concerto senti-me de alma cheia!
A primeira parte do concerto foi da responsabilidade de IAN, uma violinista russa que estreia o seu projeto a solo neste concerto. IAN canta em inglês e o violino é uma presença constante nos seus temas, mistura hip-hop, pop e eletrónica com instrumentos clássicos, o resultado é surpreendente e muito bom.
A entrada dos The Gift é anunciada com contagem decrescente no ecrã e com uma sequência de excertos de filmes em que é proferida a palavra “ the gift “.
Não há muito a dizer sobre a presença da banda em palco, são excelentes; Sónia Tavares é um colosso, é gigante, enche o palco e a alma com a sua energia e voz inconfundível !
Sónia Tavares é única, que voz, meu Deus! Não conheço adjetivos para descrever as sensações que a sua voz me provocam. Fiquei arrepiada, comovida, com pele de galinha e até com as lágrimas nos olhos!
A maioria dos temas, como sabemos, são  cantados em inglês, mas, eu pessoalmente, sou de opinião que quando canta em português o efeito é totalmente diferente! Quando interpretou “ Primavera”, o público delirou e acompanhou o tema do início ao fim,  para mim foi o ponto alto da noite, fiquei verdadeiramente arrepiada e comovida.
Os temas  “ Fácil de Entender “, “RGB”, “ Ok! Do you want Something Simple?”  fizeram o publico vibrar e cantar!
No final foram muitas as palmas e os pedidos de mais canções, e uma coisa é certa, quem assistiu ao Concerto saiu de alma cheia! Que bom começo de fim de semana!!!
 
[envira-gallery id="20082"]