IDS(20)

ZigurFest 2020 | Últimos nomes anunciados

ESTAMOS AÍ – AGORA MAIS QUE NUNCA!

Estão prontos para isto? Então aqui vai! Clothilde e Angélica Salvi (31 de Outubro 2020) Volúpias e HHY & The Macumbas (28 de Novembro 2020), Spectrum Awareness e Plant Floor Continuum (19 de Dezembro 2020) fecham o cartaz de uma edição muito especial do ZigurFest. Depois de duas sessões ao ritmo dos 10 000, David Bruno e sua trupe, Arianna Casellas e Luís Fernandes + Joana Gama, Lamego prepara-se para receber mais oito concertos que reflectem a boa saúde da música nacional num contexto tão particular e inédito como este. Segue-se assim a intrépida Clothilde (aka Sofia Mestre), explo-radora de maquinaria vária e sintetizadores modulares casei-ros, de quem esperamos apenas e só o inesperado – vai ser no Museu de Lamego e temos a certeza que vai ser daqueles para mais tarde recordar. No mesmo dia, apresenta-se Angélica Salvi (Sé de Lamego), harpista que tem na música erudita um ponto de partida para criar novos e fantásticos mundos de geografias mais distantes. Dia 31 de outubro vai ser quente! Já a 28 de novembro, as Volúpias de Gabriel Ferrandini (com Pedro Sousa e Hernâni Faustino) estreiam-se no ZigurFest em espaço a anunciar, com o seu jazz aveludado e bem noir, num exercício fulcral para perceber o presente e futuro da música improvisada feita neste burgo. Seguem-se os HHY & The Macumbas, autores do concerto mais alto de sempre na história do ZigurFest e que voltam a subir ao palco do Teatro Ribeiro Conceição. Uma repetição que há que muito esperávamos e que será certamente influenciada pela estadia prolongada de Jonathan Saldanha no Uganda na primeira metade deste ano… Inesquecível! A última sessão do festival faz-se com gente da casa. Começa-mos com os Spectrum Awareness de João Pedro Fonseca, Inês Carincur e João Valinho, trio que une a música, as artes plásticas e performativas, num reflexo de “um impulso para forçar, misturar ou romper fronteiras estéticas e fazer desse próprio exercício de ensaio o resultado da criação” – palavras certeiras de Manuel Bogalheiro, perfeitas para adensar o mistério a re-velar dia 19 de Dezembro em local a anunciar. O ZigurFest encerra finalmente com Plant Floor Continuum. Surgido a partir de um convite do festival e desenvolvido num período de residência em Lamego, esta peça junta os músicos de Sal Grosso Trio com os bailarinos da companhia de dança Busca Pólo e o artista multimédia Diogo Tudela a explorar diferentes conceitos como movimento, repetição e catarse. Mistério é a palavra de ordem, com a promessa de que será revelado no palco TRC, no dia 19 de Dezembro.

Como sempre, os bilhetes são gratuitos, devendo a sua reserva ser feita no site oficial do festival, através do email bilheteira.trc@cm-lamego.pt, ou pelos telefones 254 600 070 e 962 116 119. A lotação é limitada e todos os espectáculos seguem as mais recentes recomendações e orientações da DGS.