GABINETE DE IMPRENSA

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

“MORENA (AO VIVO NO COLISEU)” É O NOVO SINGLE DE TIAGO BETTENCOURT

“Morena (ao vivo no Coliseu)” é o terceiro tema retirado do espectáculo no Coliseu de Lisboa em Dezembro de 2018 que está também disponível em video no YouTube, com realização de Luís Correia dos Santos e Direção de Fotografia de Arlindo Camacho.

“Morena é uma música que ninguém adivinhou que ia ser single até estar pronta. O refrão é estranho, parece que não encaixa bem, a guitarra é demasiado agressiva para ser radiofónica, a letra não é fácil e ninguém a sabe realmente de cor… no entanto, para provar que a música nem sempre é uma ciência, cá estamos nós a cantar a Morena desde 2014, ainda na rádio, ainda nos concertos. A esta versão ao vivo no Coliseu de Lisboa acrescenta-se a energia da sala, os músicos a tocar, o coro e o público a cantar. Digamos que é uma versão em esteroides, porque ao vivo somos todos um bocadinho mais que fora de palco.”

Tiago Bettencourt

TIAGO BETTENCOURT COM CONCERTOS NO COLISEU DE LISBOA E NA CASA DA MÚSICA EM DEZEMBRO

Tiago Bettencourt anuncia dois espetáculos muito especiais, o primeiro a 17 de Dezembro na   Casa da Música, no Porto, e o segundo, a 19 de Dezembro no Coliseu de Lisboa em formato 360º, ao centro da mais emblemática sala de espetáculos da Lisboa. Os bilhetes estarão disponíveis para venda sábado, dia 01 de junho, às 10h00, nos pontos de venda oficiais, que poderão ser confirmados em everythingisnew.pt.

Estes concertos terão uma condicionante muito especial e contarão com a possibilidade de compra de bilhete + meet & greet solidário. O valor deste encontro entre fãs e artista reverterá na totalidade para a IPSS Mansarda, a Instituição Particular de Solidariedade Social, que tem como missão ajudar artistas em situações precárias.

Como Tiago Bettencourt explica “esta é uma causa que me toca. Vivemos num país onde os artistas são muito pouco acarinhados e não são poucas as histórias de artistas na penúria quando deixam de ser requisitadas ou quando deixam de ter saúde para trabalhar. Por isto, simpatizo muito com causas como a Mansarda (http://mansarda.pt). Acho que esta é uma ótima ocasião para nos ligarmos a estas pessoas e chamar a atenção para esta questão. Espero que os meus fãs alinhem e apoiem estas estes artistas que durante anos da sua vida contribuíram para a cultura, mas que a vida infelizmente não os tratou com amizade”.