“Volúpias” de Gabriel Ferrandini

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

“Volúpias” inaugura a discografia, em nome próprio, de Gabriel Ferrandini. O disco resulta de um processo de composição e posterior residência do baterista na ZDB ao longo de 2016. Ferrandini escreveu este disco para o seu trio (Pedro Sousa no saxofone tenor e Hernani Faustino no contrabaixo) e é finalmente editado pela Clean Feed, com produção da ZDB. 

Muitas coisas mudaram entretanto na carreira de Gabriel: escreveu uma peça para a Bienal BoCA estreada no Rivoli e no Teatro Nacional D.Maria II, desenvolveu um trabalho a solo muito importante que o levou a actuar por duas vezes no Teatro Maria Matos, esteve em residência no Matadero Madrid e teve a oportunidade de colaborar com diversos músicos de referência .”Volúpias” é um disco intemporal que irá marcar o ano discográfico. Constituído por temas curtos e com um som simultaneamente clássico e inventivo. Não temos memória de outro músico do universo da música improvisada (muito menos baterista) a compor, muito menos com esta vontade e força criativa.

NOVAiDS White-01